REVISÃO: O BOTICÁRIO NATIVA SPA CREME HIDRATANTE PARA MÃOS REFRESCANTE MELISSA E ALECRIM

sexta-feira, janeiro 24, 2014

Olá meninas e meninos,
Com saudades de uma revisão? Hoje trago-vos a revisão de um "tipo" de produto que se tornou essencial na minha vida nos últimos meses/ano, e este foi um dos produtos que me "viciou". 

Nome do Produto: O Boticário Nativa Spa Creme Hidratante Para Mãos Refrescante Melissa e Alecrim*




Embalagem: Bisnaga média de plástico. 



Quantidade: 75g

Preço: 8,99€ (Contudo, está neste momento em promoção por 2,69€)

O que diz a marca:
"Nativa SPA, sensações para o seu momento SPA: uma explosão de cores, cheiros, texturas e elementos da natureza. Hidratar as mãos, esfoliar o rosto, perfumar o corpo. Atitudes simples, um tempo só para si, o seu momento SPA. Este creme é enriquecido com minerais que protegem a sua pele de agressões externas e aumentam a resistência das unhas, protegendo-as e deixando-as mais for tes. A sua fórmula contém extrato de Melissa e Alecrim, plantas nativas da Europa, Ásia e Mediterrâneo, conhecidas pelas suas propriedades refrescantes e suavizantes. Não remove o verniz e hidrata por 24 horas."

Considerações Gerais:
Como a própria marca indica é um creme hidratante que deixa as mãos perfumadas e as refresca. Nestes dois pontos cumpre tudo, mas é um creme hidratante qb, não é necessário passar várias vezes ou em muita quantidade para obter uma boa hidratação, mas não sei se o aconselharia a pessoas com a pele muito desidratada/seca e/ou com "feridas" resultantes da pele seca e frio, já usei cremes de mãos d'O Boticário mais adequados a pele muita seca. Digo mais, acho-o um bom creme de mãos para o verão.

Uma das coisas que me cativa mais neste produto é o cheiro (melissa e alecrim), adoro-o, acho-o muito relaxante e óptimo para usar antes de dormir, que é basicamente a utilização que faço deste produto. Todas as noites mesmo antes de deitar, e depois fico a cheira-lo (LOL sim, isto pode ser visto como alguma doença). 

A textura do creme é bastante agradável, espalha muito bem e seca rápido, contudo até secar totalmente deixa a pele com a sensação que temos algum produto seco na pele (não sei se me faço entender), mas deixa uma espécie de capa muito fina que se pode sentir, mas que não é pegajosa e não incomoda, e que desaparece em alguns minutos. 



Confesso que não sou fã da embalagem porque no final do produto pode ser difícil tirar o creme devido ao tipo de plástico usado, contudo ganha pontos por ser transparente e assim permitir ver quanto produto temos para utilizar.

Em suma, um bom creme de mãos para pessoas com a pele das mãos não muito seca, com um cheiro muito agradável a melissa e alecrim (dois calmantes). 

Nota final (0-5): 3

Se quiserem comprar este ou outro produto basta irem a uma loja física d'O Boticário ou à loja online

Já experimentaram este produto? O que acham?
XOXO


*Produto enviado para testar. Contudo, este facto em nada altera a minha opinião sobre o mesmo.

Pode gostar também de...

5 comentários

  1. Tal e qual! Achei o Altéia + Minerais muuuuito mais hidratante, mas ainda assim gostei muito deste. Em tempos de estágio, é um mimo porque é absorvido muito rapidamente não deixa as mãos pegajosas.

    ResponderEliminar
  2. Ofereceram-me esse creme há uns tempos, estou à espera de terminar o actual para usar. O cheirinho é fantástico :D

    ResponderEliminar
  3. Só pelo nome dá-me vontade de experimentar, deve ser realmente refrescante!

    ResponderEliminar
  4. Deve ser ótimo, não conheço, mas também tem uma bom preço :)

    Venha conhecer o meu blog: santiroyalhome.blogspot.com
    Santi

    ResponderEliminar
  5. Gosto bastante deste creme para usar no tempo quente e aproveitei o preço para comprar uma embalagem para ter em stock para usar quando vier o calorzinho =)
    Para esta altura gosto bastante (mesmo) do Altéia + Minerais que é muito hidratante mas não deixa as mãos peganhentas.
    Bjs

    ResponderEliminar

Olá Meninas e Meninos,
Todos os comentários são importantes para mim. Obrigada pelo vosso tempo.
XOXO

Posts recentes