DESABAFO!

sábado, junho 25, 2016

Pertenço a uma geração que se tornou adulta na crise... Quando sai da universidade ainda não tínhamos o pacote de medidas da Europa, mas no meio académico já se sentia a instabilidade...  Na altura pensei ter sorte, porque encontrei uma bolsa na minha área e até há coisa de 2 anos e pouco trabalhei sempre naquilo que estudei,  mas sempre trabalhos precários - bolsas, financiamentos,  recibos verdes,  etc. Nunca soube o que era isso de subsídios de férias e Natal, por isso, quando quase todos o perderam nem notei...

Pertenço a uma geração que não sabe o que é estabilidade, que não sabe o que é acordar e ter a certeza de um trabalho no dia seguinte...

Pertenço a uma geração em que não há quase saídas profissionais nas áreas que estudámos, uma geração na sua maioria com demasiada formação para as ofertas disponíveis... 

Pertenço a uma geração em que nada é  garantido.... 

Pertenço a uma geração que teve que adiar os seus planos há espera de melhores dias, o problema é que o tempo não se adia, e os planos passam a sonhos, porque nunca se vão realizar em tempo útil... 

Pertenço a uma geração frustrada com a vida, o país, e o tempo que não pára.. 


Nota: certamente que não falo por todos os membros da minha geração, mas falo pela grande maioria dos meus amigos/conhecidos 

Pode gostar também de...

2 comentários

Olá Meninas e Meninos,
Todos os comentários são importantes para mim. Obrigada pelo vosso tempo.
XOXO

Posts recentes