CRÓNICA DE UMA BATATA QUASE CASADA #28

domingo, agosto 11, 2013

Olá meninas e meninos,
Muitas pessoas pediram para contar como está a decorrer a aventura de mudar para uma casa absolutamente vazia. Sim, tão vazia que a casa de banho apenas tinha as loiças, nada de toalheiros, varão para banheira e etc. Tudo vazio. E posso dizer que não é fácil, mas o resultado é recompensador.

Quando nos mudámos sabíamos que os desafios e despesas iam ser muitas, mas também sabíamos que estávamos fartos de viver numa casa que não era a nossa cara, com móveis que não reflectiam o nosso gosto pessoal.

Tal como antes havia dito, apenas e só compramos peças das quais gostamos, por isso, não basta ir a qualquer loja, comprar e pagar! Não, temos que seleccionar as melhores lojas, ir a várias, ver preços, comparar produtos, e por fim, ter 100% absoluta do que se compra, e claro ter consciência que quem opta por decorar como nós que é quase um processo sem fim, e que demora meses. Quem já me visitou notou a casa ainda “sem algumas peças”, muitos se devem ter questionado a razão, mas é apenas e só porque ainda não encontrámos tudo o que queríamos.

Antes de tudo foi importante definir prioridades, depois uma paleta de cores (no nosso caso: branco, bege, castanho, turquesa), e por fim, o estilo que queríamos: ecléctico, mas com uma pontinha de anos 50/60.
A nossa primeira prioridade foi a compra dos electrodomésticos (claro!!), e a compra de móveis para o quarto principal. A primeira foi fácil, escolher e pagar, mas tivemos azar porque encomendámos um frigorífico que em vez de demorar 5 dias a chegar, até demorou 10 e acabámos por comprar um sem o ver, apenas para ter frigorífico com urgência. O quarto também foi fácil, optámos por escolher um roupeiro e cama Ikea, linhas simples e elegantes, o resto dos móveis optámos por comprar peças vintage.

Depois percebemos que metade das nossas loiças e coisas da cozinha não tinham sítio onde ficar (precisávamos de mais armários), claro que recorri ao Printerest e blogs de decoração, e optámos por comprar prateleiras para acumular algumas das peças que podiam ser expostas (torradeira, livros de cozinha, etc), e misturá-las com objectos de família antigos (balança da minha avó emprestada com 60 anos, taça de bolinhos antigos, etc). Mostrei até uma pequena amostra no instagram. Verificámos também que tínhamos o mesmo problema na nossa casa de banho, por isso, voltamos a optar por colocar uma prateleira e outros objectos de arrumação para colmatar as falhas mais urgentes.

Neste momento ainda não temos nenhuma divisão que esteja acabada, ou mais acabada que pode ficar LOL, mas estamos a tratar da sala. Andamos em busca de um aparador dos anos 60 para a mesma, e não está fácil, quando encontramos aquilo que queremos ou não temos espaço, ou a dita já está vendida ou reservada, mas não vamos desistir, e isto, até dá uma certa graça.

Também ainda não temos gás (um pequeno pesadelo, já que o anterior contratador do serviço não deu baixa do mesmo, e nos andámos 20 dias a tentar resolver o problema), se tudo correr bem esta semana já posso tomar banho de água quente e cozinhar em casa LOL.

Claro que tenho uma lista de coisas a fazer e a comprar gigante, mas sinceramente não tenho tempo para o fazer. Espero apenas que em Setembro as coisas acalmem, e me permitam encontrar tudo o que quero!!

Se quiserem que continue a contar mais aventuras/ideias/novidades basta avisarem!

Quanto a fotos? Prometo que mostro no próximo post que fizer sobre a casa, e quando tiver algumas coisas que quero!!

Se tiverem alguma dita de loja, arrumação ou outro digam!!

XOXO 

Pode gostar também de...

8 comentários

  1. credo! so de pensar nessa tarefa fico assustada...mas talvez seja porque sempre vivi no mesmo quarto, que quando eu cheguei ja tinha a mobilia feia e antiquada que tem agora xD

    xoxo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      LOL então quando saíres de casa será um choque! Mas será bom!
      XOXO

      Eliminar
  2. Olá Ana, começei a seguir o teu blog ,à pouco tempo e fiquei fã! Adorei as cronicas de uma batata quase casada ( talvez pq me identifico muito com elas e vivo numa situação semelhante) ! Boa sorte com as mudanças :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana,
      Fico contente que sigas :) LOL eu também as adoro, o meu namorado é que nem sempre!
      Obrigada,
      XOXO

      Eliminar
  3. Gosto imenso deste tipo de posts! Já vivo na minha casa mas como é ultra-pequena não pude comprar quase nada quando fui para lá, apesar de que o pouco que comprei foi ao meu gosto da altura e também pesquisei ao máximo para comprar barato.

    Agora estou em processo de a vender, e com a perspectiva de ter uma casa com um pouco mais espaço começo a sonhar com as compras... e por isso queria as tuas dicas de como encontrar móveis antigos! Eu adoro e às vezes vejo no custojusto, mas tenho algum receio do bicho da madeira, isto porque já aconteceu a uma amiga comprar imensas coisas (mobília de quarto mais uns móveis soltos) e vinha tudo contaminado.

    Também há o problema de eu não ter garagem nem nenhum local onde consiga depois dar um jeito aos móveis, pintar, ou o que for preciso... vocês fazem isso em casa? Ou já compram tudo pronto?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá nes,
      Estou a pensar fazer mais posts deste género, achas que vale a pena? Mas desta vez com fotos, se me seguires no instagram provavelmente já viste algumas, ou até um video.
      A primeira dica é que pesquises algumas lojas de velharias/moveis em segunda mão/antiguidades na tua zona (se quiseres na zona de Lisboa posso dar); depois feiras são muito boas (a velhinha feira da ladra); e por fim, os sites como o olx e etc, compensa muito e vale a pena. O que normalmente faço é se comprar em sites enviar email, e fazer uma série de perguntas sobre o móvel e perguntas logo isso, marcas a visita e verificas os buracos, depois decides.
      Também não tenho garagem, mas tenho uma varandinha onde pinto, e a casa é grande qb para pintar e deixar as peças ali, mas deixar a janela aberta. Gosto mais de ser eu a fazer, faço ao meu gosto e sai bem mais barato. Se precisares de umas dicas, posso sempre dar ou até fazer tutorial em video, se isso interessar a algumas pessoas.
      XOXO

      Eliminar
  4. sem dúvida que mudar de casa e começar o recheio da mesma é um verdadeiro desafio!

    eu também estou a passar por isso neste momento. já aqui vivo há 2 meses e ainda faltam imensas coisas! o ideal era comprar tudo de uma só vez para não ter a casa tão vazia, mas nem sempre encontramos o que queremos e ao preço que queremos, e além disso é arrendada por isso estamos um pouco limitados ao que toca furar paredes para pôr quadros ou prateleiras.
    acho que as palavras chaves são mesmo paciência e persistência! e, claro, também é muito útil ir visitando sites de decoração e ler revistas desse tema :)

    Boa sorte!

    beijinhos *

    eighteen and a life

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Sim, acho que vai sempre faltar algo. Apesar de também termos alugado, nos furamos a parede, no dia que formos embora arranjamos tudo, compensa mais do que não ter qualquer arrumação.

      Sim, temos que ter paciência!
      XOXO

      Eliminar

Olá Meninas e Meninos,
Todos os comentários são importantes para mim. Obrigada pelo vosso tempo.
XOXO

Posts recentes